Universo Vasco

Análise de Pedro Icaro: Dessa vez empate, com o mesmo futebol sem criatividade

VILA NOVA – GO 2X2 VASCO

ANÁLISE: PEDRO ICARO

DESSA VEZ UM EMPATE, COM O MESMO FUTEBOL SEM CRIATIDADE

O primeiro jogo após a permanência decretada, matematicamente, do time na Série B em 2022. O Vasco entrou sem o comando de Fernando Diniz, que saiu, e teve como técnico, Fábio Cortez. O Cruzmantino foi pra o seus sexto jogo seguido sem vitória, dessa vez empatou, e deixou nítido mais uma vez o seu futebol sem criatividade.

Sem muitas alterações, o Vasco de Fábio Cortez, teve as novidades de Galarza e Daniel Amorim no time titular, o atacante por conta da suspensão de German Cano.

Galarza não mostrou muita coisa e precisa reencontrar seu futebol de destaque do início da temporada. Já Daniel Amorim foi o destaque positivo, participou dos gols do Vasco, e no meio de tantas incertezas para a próxima temporada, pode ser uma opção de renovação, continuando pelo menos no plantel vascaíno.

Sobre o jogo, os mesmo erros de sempre, iniciando pelo gol do Vila Nova, aos 13. Um gol sofrido, em sequência de bola parada, o escanteio dos goianos foi mal afastado pra entrada da área, e nela estava Pedro Bambu, livre de marcação pra marcar o primeiro do jogo. Erro grotesco, onde ninguém fechou o jogador naquela região do campo, o que deu ótima oportunidade para o atleta chutar.

O Vasco tinha mais posse, o que já é normal, mas também tinha pouca criatividade, o que não levava a nada. Ligações diretas, lançamentos em diagonais dos zagueiros, ou bolas paradas, eram a forma de atacar em grande parte do primeiro tempo.

A segunda etapa veio com um novo gás para o Vasco, a mudança de postura foi vista logo no primeiro minuto. A triangulação saiu, Daniel Amorim encontrou Nenê, com passe de peito, o meia cruzou pra área, e Morato apareceu pra empatar. Vila Nova 1×1 Vasco.

O gol vascaíno animou e deu mais disposição pra virada, e ela veio aos 7. Brilhou a estrela de Daniel Amorim, que aproveitou saída do goleiro, pra fazer um golaço de cobertura. O empate veio no minuto seguinte, com Clayton.

O jogo ficou lá e cá até o final, muito mais na disposição do que na técnica, e o resultado permaneceu o mesmo. Vila Nova 2×2 Vasco.

O Vasco ainda tem mais três jogos pra cumprir tabela, jogos pra rever algumas peças do elenco já pensando em 2022. Muitos devem sair, mas é preciso ter ânimo pra encerrar a temporada, pelo menos com dignidade, já que o objetivo principal não foi alcançado.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: