Universo Vasco

Vasco de Diniz neutraliza ataque do Goiás, e pouco sofre em primeiro tempo mágico

O Vasco já sofreu 55 gols nesta temporada, em 49 partidas. Uma média superior a um por confronto. Na série B do Campeonato Brasileiro, o cruzmaltino tem a defesa mais vazada entre os 12 primeiros colocados. 30 gols sofridos em 27 jogos, 11 deles tendo como origem o jogo aéreo, sendo seis após cobranças de escanteio.

Goiás tem seus atacantes fortes em jogadas aéreas e com velocidade. Um deles é Alef manga que em 22 partidas, anotou 7 gols, e deu certo trabalho para a defesa cruzmaltina principalmente na segunda etapa, onde liderou contra-ataques da equipe esmeraldina.

Outro velho conhecido que atuou contra o clube é o atacante Nicolas. Parte da torcida vascaína queria o jogador a tempos atrás quando o mesmo chegou a ser especulado, porém, o atacante Daniel Amorim é quem acabou chegando como reforço. Daniel Amorim inclusive que perdeu uma grande chance nos minutos finais da partida, após belo passe de Marquinhos Gabriel que o deixou frente à zaga adversária desarrumada. O atacante contudo, acabou se atrapalhando e tendo o chute desviado.

Nicolas anotou 5 gols em 16 partidas pela série B, do Campeonato Brasileiro e teve pelo menos duas boas chances, ambas em jogadas aéreas, grande problema da defesa do Vasco, onde subiu com facilidade contra os defensores vascaínos, mas acabou não aproveitando. O problema em jogadas pelo alto inclusive é antigo. Marcelo Cabo, hoje treinador do Goiás, não conseguiu sanar e esse foi um dos motivos do Treinador de 54 anos, e seu filho Gabriel Cabo, não ter dado certo no Vasco. Melhor para os vascaínos na noite da última segunda-feira.

Apesar dos problemas defensivos claros, o Vasco conseguiu se segurar principalmente na segunda etapa, após um primeiro tempo mágico do time de Fernando Diniz, que conseguiu envolver seu adversário com boas trocas de passes e chegar com perigo na meta adversária. Foi assim que saíram os dois gols. O primeiro de Morato, de cabeça, após bola jogada de Marquinhos Gabriel e cruzamento de Riquelme, ainda no primeiro tempo. E o segundo, após belo cruzamento de Nenê, para Gabriel Pec, também de cabeça, ampliar e encerrar o marcador.

Destaque também para a torcida, fator importante em São Januário que jogou como 12º jogador do time. Pouco mais de 3.170 torcedores empurram os atletas para a segunda vitória seguida sob o comando de Fernando Diniz, que acabou levando seu terceiro amarelo, e ficou suspenso do próximo compromisso, contra o Confiança, no domingo, fora de casa.

 

Por Davi Aredo

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: