Universo Vasco

Morato e Germán Cano comemoram

Análise Por Pedro Icaro: No calor da Torcida, Vasco vence o confronto direto contra o Goiás

Um jogo chave para as pretensões do Vasco no campeonato, o objetivo é claro, o acesso à primeira divisão. Podemos dizer que Vasco x Goiás tinha clima de confronto direto, a equipe goiana se encontra no G-4, o Vasco quer chegar lá. Com pouco mais de três mil torcedores em São Januário, o Gigante conseguiu uma boa vitória, por 2 a 0, e continua vivo na luta pelo objetivo maior, voltar pra seu devido lugar, a primeira divisão.

A importância da torcida vascaína é notável e um gás a mais para o time, um torcedor que ama e que pulsa um sentimento enorme pelo clube, que nas redes sociais é bastante ativo, mas que nas arquibancadas é uma coisa linda. Com um público um pouco maior do que o primeiro jogo de público, contra o Cruzeiro, vimos um Vasco de união: campo e arquibancada, coroado com a vitória.

O Vasco conseguiu a segunda vitória consecutiva, o que dá mais moral, após dois empates, que também poderiam ter sido vitória. Diniz segue invicto e o Vasco em evolução, com mais competividade. Confiança é a palavra chave, mas há o que melhorar mais.

Sobre o jogo, o Vasco teve controle da partida, um time compactado, sem dar chances pro adversário se criar e quando necessário foi letal para construir o placar.

No primeiro tempo, o Cruzmantino até tomou um susto, aos 6 minutos o atacante Alef Manga cruzou na cabeça de Nicolas que acertou a trave, aquela mesma benzida pelo Padre Julinho. Um alívio para a imensa torcida vascaína.

A chegada perigosa do Goiás no início, foi só um susto mesmo, pois depois desse lance só deu Vasco. Aos 12, Marquinhos Gabriel chutou e teve a bola desviada, na sequência veio escanteio, que Ricardo Graça cabeceou muito bem, obrigando Tadeu fazer boa defesa. Aos 22, foi a vez de Bruno Gomes arriscar com perigo.

Depois da insistência, o Vasco conseguiu sair na frente. Aos 32, Marquinhos Gabriel tocou pra Riquelme, o lateral que foi a surpresa na escalação, cruzou na medida pra Morato, que com um peixinho fez um golaço, o Cruzmantino fazia 1 a 0.

O Vasco continuou no ataque, foi perigoso algumas vezes com Marquinhos Gabriel, que vem sendo bastante participativo com Diniz, e ainda teve um quase gol olímpico do Nenê, no final do 1⁰ tempo, a bola bateu carinhosamente na trave.

Na segunda etapa, o Vasco fez seu segundo gol, bem cedo, aos 3, depois de bela assistência de Nenê, quem estava pra completar de cabeça foi Gabriel Pec. O jogador tinha entrado no lugar de Andrey, que se lesionou no primeiro tempo. Pec estava muito tempo sem marcar, foi um gol pra dar mais confiança pro garoto.

Com o placar ampliado, o Vasco recuou um pouco, o Goiás veio se aventurar, mas o Cruzmantino teve um bom controle da partida. Um Vasco que se manteve equilibrado e garantiu os três pontos.

Sua imensa torcida está feliz e espera que a vibe positiva continue, rumo o acesso. O Vasco respira e vai se aproximando do G4.

 

Por Pedro Icaro

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: