Universo Vasco

Sá Pinto justifica não utilização de Juninho com argumento inválido

Empate em casa com um gol no apagar das luzes. Esse foi o final de domingo do vascaíno, sofrido. Um gol do argentino German Cano, nos acréscimos salvou o Cruz-Maltino de uma nova derrota.

Contudo, um fato incomum e não natural foi o que mais chamou a atenção durante a partida. Enquanto o atacante Vinícius já não possuía mais condições físicas de se manter em campo, o português evitou a todo custo substituir o jogador.

Muitos torcedores criticaram a atitude ainda recordando a não utilização do jovem Juninho, o que poderia ajudar mais na criação do time. Sá Pinto, em coletiva pós-partida, esclareceu:

– Todos os jogadores já fizeram coisas muito boas comigo e outras nem, tanto o Andrey, como o Juninho, que jogou menos minutos. Faz parte do jogo. Infelizmente, não podemos jogar sempre bem como gostaríamos. Não posso dar oportunidades a todos ao mesmo tempo. Conto muito com o Andrey, mas o Matos e Leo Gil também têm feito bons jogos. O Juninho está em processo de evolução, já jogou algumas vezes, quando cheguei também não jogava tanto. Temos jogadores de qualidade parecida no elenco. Tento sempre fazer o melhor em prol do Vasco. Falar no final do jogo é muito fácil, mas aceito a opinião de outras pessoas e as críticas. Tenho minhas responsabilidades e tomo minhas decisões.

O português afirma que antes de sua chegada o jovem não atuava tanto, todavia, há uma resposta bem plausível que mostra o quanto o treinador não conhece, ou não buscou conhecer sobre o clube: Antes de sua chegada, Juninho negociava sua renovação contratual, e devido ao impasse, chegou a ser afastado do elenco como forma de “preservação”.

Este argumento do treinador atual então, não se justifica, uma vez que o jovem não atuava por questões contratuais, e não técnicas ou físicas. Entretanto, com a situação resolvida (contrato renovado), o jogador já pode ser utilizado, o que não vem acontecendo.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: