Universo Vasco

Diretoria tenta blindar elenco e tranquilizar jogadores em momento conturbado

Mesmo diante da pressão por conta dos maus resultados, a cúpula tenta passar confiança ao técnico português Sá Pinto e ao elenco, em uma aposta que a situação possa mudar na luta para sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

A diretoria ainda não pensa em concretizar uma troca no comando, com a demissão de Sá Pinto. Porém, o trabalho do treinador vem sendo avaliado.

A goleada sofrida para o Ceará, e a derrota para o Defensa y Justicia, em São Januário, que culminou na eliminação na Copa Sul-Americana, foram significativas gotas em um copo cruz-maltino que parece prestes a transbordar.

A ideia, agora, é tentar blindar o elenco e “levar paz”. Para isso, um trabalho interno também terá de ser feito. De pedido por “vergonha na cara” feito por Andrey, após derrota para o Ceará, ao destempero de Sá Pinto depois do revés diante dos argentinos, a delegação dá indício de estar no “limite físico e psicológico”, como apontou o capitão Leandro Castan.

O presidente Alexandre Campello justificou a demissão de Ramon Menezes afirmando que a mudança foi realizada “antes que a vaca fosse para o brejo”.

“Qual seria o momento de fazer a troca? Quando entrar na zona do rebaixamento? Quando a vaca for para o brejo?”, indagou, em participação no programa Pop Bola.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: