Universo Vasco

Campello, Salgado e Leven se reúnem por transição em pior momento do Vasco em campo

Alexandre Campello sofre pressão interna para demitir Ricardo Sá Pinto e, prepara a transição do cargo em uma indefinição política que persiste há um mês.

Sá Pinto até o momento não foi dispensado, e Campello persiste no discurso de que não cederá a pressões. O próximo jogo será no clássico contra o Fluminense, que acabou de perder seu técnico, Odair Hellmann, mas não será surpresa alguma mudança acontecer em São Januário também, devido à pressão interna na colina.

Campello deu o pontapé inicial na transição, onde agendou para quarta o encontro com Leven Siano, o mesmo ocorrerá com Jorge Salgado, mas ainda sem data definida. As reuniões serão presenciais e Individuais.

Inclusive, após a goleada para o Grêmio, ambos os candidatos, Leven e Salgado, se manifestaram nas redes sociais.

Leven propôs que todos os agentes políticos aceitem o resultado do julgamento do dia 17 de dezembro. Enquanto Salgado disse que não é parte no processo que será julgado. E se colocou à disposição para construir uma solução em conjunto, ele já havia apelado a Leven para que retirasse as ações na Justiça.

A eleição está judicializada. Uma votação presencial ocorreu em 7 de novembro, mas foi interrompida devido a uma liminar do STJ. Leven Siano havia sido o mais votado.

Com a votação do dia 7 invalidada, uma nova eleição, ocorreu uma semana depois, em 14 de novembro, sem a participação de Leven e outros dois candidatos (Alexandre Campello e Sérgio Frias). Jorge Salgado (Mais Vasco) foi o mais votado.

Após a apuração dos votos, o STJ cassou a liminar do dia 7 e determinou que o caso retornasse ao TJ-RJ.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: