Universo Vasco

Vasco quita e renegocia pendências com os jogadores, e pela primeira vez no ano, está “em dia”

O Vasco está em dia. Por incrível que pareça.

Após pagar o mês de maio integralmente nesta sexta-feira, o clube repactuou as dívidas referentes à março, abril e os direitos de imagem, e parcelará os pagamentos dos jogadores. Desse modo, ficando em dia com os atletas até 20 de julho, quando o mês de junho vence.

Com isso, a diretoria consegue maior tranquilidade para lidar com os problemas internos do clube, e procurar reforços. Vale lembrar que o Vasco já acertou o empréstimo de Ygor Catatau e Marcelo Alves, ambos vindos do Madureira.

Agora, a expectativa é que o clube possa se reforçar mais, para a disputa do Brasileiro, possivelmente dia 9 de agosto, se o Palmeiras não chegar à final do Paulistão. Caso o alviverde seja finalista, o confronto entre ambos deverá ser adiado. A final do paulista está marcada para um dia antes da volta do Brasileiro.

 

 

O clube emitiu nota oficial informando:

O Club de Regatas Vasco da Gama informa que repactuou 100% dos valores ainda devidos aos atletas do Departamento de Futebol Profissional, dando um importante passo para o reequilíbrio financeiro do Clube. Nesta sexta-feira (10/07), teve início a quitação da primeira parcela destes acordos, assim como foi realizado o pagamento integral do mês de maio.

O Clube agradece aos atletas, que, mais uma vez, demonstraram sua confiança na Diretoria Administrativa e comprovaram sua relação de parceria com o Clube, sendo fundamentais para a celebração desta operação financeira. 

Vale lembrar que, diferentemente de vários clubes brasileiros, o Vasco da Gama optou por não reduzir os vencimentos dos jogadores em meio à pandemia da Covid-19, apesar dos reconhecidos prejuízos decorrentes da paralisação do futebol.

Para vencer as dificuldades agravadas pela atual circunstância, a Diretoria Administrativa conduziu um processo de reorganização das dívidas junto aos atletas do Futebol Profissional, com a repactuação dos salários devidos (março e abril de 2020), além de todo o passivo restante, incluindo os direitos de imagem.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: