Universo Vasco

Vasco pode confiar em Breno, ou deve apostar mais na base para a defesa?

Breno está há praticamente 2 anos sem atuar, a última vez que entrou em campo foi contra a LDU, pela Sul-Americana, em 8 de agosto de 2018. Logo após o zagueiro foi submetido a uma cirurgia, feita fora do Vasco.

A expectativa agora é que Breno esteja a disposição ao menos para os jogos-treino que o clube fará. Havia um rumor de que ele poderia ganhar ritmo contra o Porto Velho, porém nem houve sinal de sua presença.

Ainda neste jogo-treino, o jovem Ulisses ganhou oportunidade substituindo o capitão Leandro Castan, poupado. Com boa atuação, o jovem mostrou estar à disposição e ter qualidade para integrar o elenco cruzmaltino. Com isso surge uma dúvida: Será que não vale mais a pena apostar em um jovem talento da base, do que insistir no caso Breno?

Vale lembrar que o experiente zagueiro tem contrato com o Vasco somente até o final do ano, e não se sabe se continuará na colina, muito pelo seu físico. O seu possível retorno coloca ainda mais dúvida na sua permanência, afinal, nada garante que, após renovar, o zagueiro não se machuque novamente e fique mais tempo parado.

Em 2019, Breno voltou a treinar com o grupo, mas, com dores, voltou ao departamento médico. Agora, a expectativa é que Breno não volte a sentir desconforto pelo tratamento ter sido mais progressivo, de forma a consolidar sua melhor estrutura física.

Breno pode ficar à disposição de Ramon Menezes justamente no momento em que o jovem Ulisses apareceu como uma boa opção no elenco.

Além disso o Vasco trabalha firmemente para finalizar a renovação de outro zagueiro, Ricardo Graça, que ganhou a posição de Werley e atualmente forma a dupla de zaga ao lado de Leandro Castan.

Os valores de Breno ainda podem ser considerados altos, se comparados à promoção de uma joia da base. Certamente com seu físico pleno o experiente zagueiro é um dos melhores do país, mas será que o rendimento após a lesão será o mesmo? Isso, caso não sofra outra novamente.

A dúvida paira em São Januário, afinal, vale a pena ainda contar com Breno? Quais são os riscos de uma nova lesão? Não seria melhor oportunizar um jovem da base?

Ao menos para o capitão Leandro Castan, vale. Durante live na Vasco TV, Castan exaltou o comprometimento do jogador.

– Nunca faltou disposição ou vontade ao Breno. Ele e Ramon (lateral-esquerdo) são os dois caras que mais trabalham no dia a dia. De manhã e de tarde, eles ralam para caramba – iniciou, para completar:

– São dois profissionais que admiro muito. Só quem passa por esse momento de não conseguir voltar a jogar futebol sabe como é. O Breno dispensa comentário. A sua história como jogador de futebol diz por si só. Um dos zagueiros com mais perspectiva para virar um grande jogador. Foi jovem pro Bayern, disputou Olimpíada. Se não tivesse os problemas que teve ao longo da carreira, com certeza estaria na seleção.

Veremos qual será o procedimento adotado pela diretoria. Fato é que, não se há mais certezas, e não há chance para dúvidas.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: