Universo Vasco

Insatisfeito por salários, Guarín não se reapresenta ao Vasco novamente

O volante colombiano Fredy Guarín não apareceu em São Januário pelo segundo dia seguido. O clube no entanto, autorizou a falta a uma sessão de treino marcada. O jogador teve problemas pessoais, que o fizeram voltar à Colômbia, e agora deixam o futuro do volante indefinido no clube.

– A não presença do Guarín na terça e nesta quarta em São Januário foi acordada com o clube. Ele teve autorização para não se apresentar – confirmou o diretor André Mazzuco.

Após passar um mês na Colômbia, o jogador chegou ao Rio em 21 de junho, perdendo assim a reapresentação do elenco e o começo do trabalho de Ramon Menezes.

Na sua volta ao Rio, o atleta cumpriu um período de isolamento, protocolo que reduz riscos de contaminação por Covid-19. Passou por exames e foi liberado para as atividades. Após a liberação contudo, o jogador não se reapresentou, como deveria, apesar de ter a autorização do clube.

Guarín neste período entretanto, cumpriu o protocolo de treinos passados pelo Vasco, acompanhado por um profissional do clube. A inatividade todavia dificulta um retorno certo para o jogador ao campo.

O volante, que é extremamente querido pela torcida, renovou contrato com o clube até 2022, após alguns pagamentos serem quitados. O Vasco entretanto deve mais de 3 meses de salários ao jogador, que pode entrar na Justiça caso queira para deixar o clube. Apesar desta ser uma situação vista como improvável.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: