Universo Vasco

Com Ramon, Vasco melhora defensivamente e mostra predisposição pela posse de bola

Ramon Menezes parece ter dado uma nova cara ao Vasco.

Por mais que apenas duas partidas seja considerado pouco para ser feita uma boa análise sobre o Vasco de Ramon, fato é que o time com o novo efetivado apresenta não somente características, como o comportamento diferente em relação ao time dirigido por Abel Braga.

E um desses comportamentos se diz em relação à defesa, tendo sofrido um gol apenas contra o Macaé, em falha do goleiro Fernando Miguel. No segundo jogo o goleiro repetiu uma saída estranha, mas contou com a pontaria ruim do atacante Ygor Catatau. Este negociando com o Vasco inclusive.

Segundo dados do site Footstats, em ambas as partidas o cruzmaltino foi pouco ameaçado com chances reais de gol contra o seu patrimônio. O que deixa uma coisa clara: Os adversários tiveram dificuldade de penetrar na defesa vascaína.

O Macaé por exemplo, finalizou quatro vezes, sendo duas no gol (uma entrou). Já o Madureira, segundo adversário do Vasco na volta da paralisação, finalizou cinco vezes, uma a gol.

Em comparação com os times pequenos, nos confrontos diretos, a média cai consideravelmente: Volta Redonda: 13 finalizações, cinco no gol. Resende: dez finalizações, duas no gol. Portuguesa: nove finalizações, seis no gol. Cabofriense: 12 finalizações, cinco no gol. Boavista: 12 finalizações, quatro no gol.

Além disso, o Vasco no retorno das atividades não teve menos de 60% de posse de bola, mostrando uma nova característica e objetividade do time de Ramon. Em nenhum outro jogo, sob o comando de Abel, o time repetiu tal posse.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: