Universo Vasco

Opinião: O que diferencia Ramon dos outros?

Primeiro devemos avaliar o perfil dos últimos 3 treinadores que antecederam Ramon.

Alberto Valentim, pertencente à nova geração, não conseguiu impor um estilo de jogo que tivesse de fato uma identidade o que, embora tenha conseguido alguns bons resultados no início de seu trabalho, causou um desgaste muito grande com a torcida, que foi minando sua confiança até o ambiente ficar insustentável.

Vanderlei Luxemburgo, que assumiu o comando em maio de 2019, faz parte da ‘velha guarda’. Um dos treinadores mais vitoriosos do Brasil, vindo de uma série de trabalhos ruins, encontrou no Vasco o ambiente perfeito para ‘renascer’. Conseguiu dar uma cara ao time e fez uma temporada regular, conquistando uma união com o elenco e a torcida, esta última sendo um grande diferencial nessa passagem.

Por último, Abel Braga, treinador também da ‘velha guarda’ e muito respeitado nacionalmente, mas saiu de seus últimos clubes muito criticado. Por esse motivo chegou com muita desconfiança por parte da torcida, e os jogos pouco convincentes sob seu comando trataram de transformar a desconfiança em hostilidade, resultando mais uma vez em um ambiente insustentável.

Agora, analisando Ramon Menezes. O atual técnico do Vasco carrega consigo 3 pilares essenciais para o sucesso: tem uma relação muito boa com a torcida, devido a sua carreira vitoriosa com a camisa cruzmaltina, conhece muito bem o elenco, pois é auxiliar técnico desde 27 de dezembro de 2018, e é próximo da maioria do elenco. Junto com essa base, ainda tem a vantagem de ser um treinador da nova geração, podendo trazer novas ideias de futebol ao time.

Concluindo, a maior diferença do Ramon é justamente a bela história que ele construiu com o Vasco e a torcida, o que dá pra ele uma enorme confiança, atributo que no futebol faz toda diferença.

 

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: