Universo Vasco

Capitão do Vasco, Castan garante motivação: “Enquanto eu tiver saúde, darei a vida pelo clube”

Participando da live da VascoTV nesta quinta-feira, o capitão do Vasco, Leandro Castan, comentou sobre o momento vivido no mundo, mas também dos problemas administrativos e financeiros do clube.

Perguntado obviamente sobre os salários, Castan confirmou as declarações de Fernando Miguel recentemente, também ao canal oficial do Vasco no Youtube:

– Como Fernando (Miguel) falou, é um assunto muito delicado. Realmente estamos com meses e meses de salários atrasados. Uma parte do meu salário é no contrato de imagem.

O zagueiro também revelou que não recebe seu salário integralmente desde agosto de 2019.

– Estou desde agosto do ano passado recebendo 60% do meu salário, é uma coisa que gera muita insatisfação em todos, mas a gente procura sempre ser profissional. A gente tem quer fazer a nossa parte e esperar que a diretoria resolva esses problemas.

Castan reforça que é necessário as melhorias no extracampo, para que dentro de campo as coisas melhorem também. O Vasco está praticamente eliminado no Campeonato Carioca e tem situação complicada na Copa do Brasil atualmente, após perder para o Goiás, em São Januário.

– Vejo muita qualidade nesse elenco. Espero que essa essa questão extracampo de salário seja resolvida para a gente ter tranquilidade para mostrar nosso potencial. Se as coisas caminharem bem fora de campo, vão caminhar bem dentro também. Sempre falei que a gente acredita que pode fazer um grande ano. É fundamental também as coisas caminharem fora de campo.

Apesar de todos os problemas fora de campo, Castan ainda acredita em uma melhora, e em rumos novos para o cruzmaltino. O jogador enalteceu o carinho e amor que é entregue por todos que trabalham no clube, no dia a dia.

– Sonho muito que esse momento difícil vai passar. O Vasco tem uma coisa muito grande dentro de todos que trabalham no clube. Digo de atletas, assessores, dos roupeiros… Todos trabalham com muito amor e são todos profissionais de alto nível. Isso me motiva que vai melhorar um dia. Essa família Vasco merece um Vasco brigando por título, brigando lá em cima. E eu quero fazer parte disso também.

O ‘capita’ cruzmaltino ainda fez uma declaração de amor ao clube, que você pode conferir abaixo:

– Enquanto eu tiver com saúde e força, eu vou ser o cara que vai dar a vida pelo clube. Tenho um carinho e respeito muito grande por esse clube, que abriu as portas para mim. Enquanto eu estiver acreditando que as coisas vão melhorar, vou continuar sempre dando a cara para bater. Acredito que um dia as coisas vão melhorar. A Libertadores é um sonho que tenho. Sonhar é de graça, quem não sonha é uma pessoa que não tem vida.

Ainda na entrevista, o defensor vascaíno comentou sobre o começo de temporada do clube, nada bom na realidade.

Para Castan, os melhores jogos da equipe ocorreram pela Copa Sul-Americana, nos confrontos contra o boliviano Oriente Petrolero. O capitão analisa que dificilmente o time teria passado de fase se não jogasse bem.

O Vasco também não vive bom momento nem no Carioca, nem na Copa do Brasil. No primeiro, está praticamente eliminado. Já no segundo, terá que rever a desvantagem contra o Goiás após perder de 1 a 0 em São Januário.

Ele também comentou sobre a efetivação do agora novo técnico, Ramon Menezes.

– O Ramon não vai chegar com uma varinha mágica e mudar. Temos que comprar a ideia e chamar a responsabilidade. Quando um treinador vai embora, é muito ruim. Temos um treinador novo e precisamos estar focados.

– Temos que assimilar rapidamente as ideias do Ramon e levar isso para campo. O jogo dele com certeza requer isso, um time com muita personalidade e agressivo. Essa é a história e a tradição do Vasco. Estou muito confiante porque nosso elenco é jovem, mas tem muita qualidade. Não vejo a hora de estar em campo fazendo o que o Ramon tem na cabeça porque tenho certeza de que o torcedor vai gostar – conclui.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: