Universo Vasco

Torcedores reclamam de renovação automática nos planos de sócio, e diretor do Vasco explica

Nos últimos dias alguns torcedores do Vasco reclamaram a respeito de uma renovação automática que estava acontecendo em seus planos, sem a sua ciência.

Devido à isso, o diretor do programa Sócio Gigante, Eduardo Sá, esclareceu algumas dúvidas dos torcedores em entrevista ao jornalista Lucas Pedrosa, na coluna do site Bolavip.

A respeito da situação envolvendo a renovação automática, Sá relembrou que o fato está explicado em contrato, dentro dos termos de uso (que geralmente cá entre nós, não lemos).

– Isso está em contrato. O sócio pode dar uma lida nos termos de uso e verá essa renovação automática no contrato. A renovação automática é uma coisa comum em qualquer serviço de assinatura ou de recorrência que a gente vê em diferentes mercados, jornais e serviços de streaming. A renovação automática é até uma comodidade para grande parte dos sócios que usufruem desse benefício.

Eduardo ainda lembrou que muitos torcedores podem estar ‘acomodados’ por não verem alguma queda em relação ao número de associados, mas ele explica que já um período de carência, e que assim, os sócios só saírão da contagem por não pagamento no começo de Junho.

– É importante dizer que a gente já estava tendo esses vencimentos de plano, mas os sócios têm 10 dias de carência. Ou seja: os sócios que ainda não renovaram só vão começar a sair da contagem oficial no início de junho. Então é importante a gente frisar isso porque muita gente pode estar pensando: “Começaram as renovações, não renovamos 100%, mas o número não está caindo ainda. Porém é por conta desses 10 dias de carência.

Questionado por Lucas Pedrosa sobre qual seria a quantidade necessária que a diretoria entende para que o número de sócios se torne financeiramente um pilar do clube, Sá não precisou um número exato, e comentou que só se terá uma noção ao certo após a pandemia, e o período das novas promoções dadas pelo clube acabarem.

O diretor ainda ressaltou que a diretoria trabalha com três cenários, um mais otimista, outro realista, e o pessimista. Reconhecendo ainda que devido à atual situação do mundo, o mais provável a se basear trata-se do pessimista, mas Eduardo recorda a paixão e motivação do torcedor vascaíno, que com o engajamento, pode alterar muito mais positivamente a situação.0

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: