Universo Vasco

Amor imensurável: Vascaínos respondem, e aumentam renovações do sócio-torcedor

A torcida vascaína cada vez mais mostra seu amor pelo clube do coração.

Sem receita, sem renda, sem vendas. O Vasco não tem condições de pagar os seus funcionários, deve 4 meses de salários aos jogadores, e, mais uma vez, conta com o eterno e imensurável apoio do seu torcedor.

Os vascaínos, de novo, erguem o clube, e graças à sua torcida, o Vasco ainda consegue se manter de pé. E quando está a respirar por aparelhos novamente, lá está seu torcedor, ao lado.

São mais de 175 mil sócios, mais de 40 mil renovações. E a torcida corresponde novamente ao pedido do clube, quase como uma súplica: Precisamos de você, torcedor.

Porém, essa não foi a única prova de amor ao clube vinda da torcida. Não, ainda há muitas outras. Podemos citar algumas mais antigas, como a associação em massa, fato histórico do futebol brasileiro, e mundial, que colocou o gigante no topo do continente, e entre os maiores do mundo.

E mais recentemente, temos as ações que o clube tem feito para ajudar nos pagamentos dos salários dos funcionários e atletas. A venda de ingressos simbólicos, por exemplo, juntou mais de R$ 130 mil aos cofres vascaínos, e ajudou a pagar quase 160 funcionários do clube.

Ainda há outras ações planejadas, como a Batalha de Gigantes, que estreia na próxima semana na VascoTV, e será mais um apoio para, os que puderem, ajudar o clube ainda mais.

O Vasco segue vivo por sua causa, vascaíno, vascaína, de todas as idades, nosso clube centenário vive com a nossa ajuda. E será assim de agora em diante, até acabarmos com todos esses males que assombram São Januário, e por isso o clube, o Club de Regatas Vasco da Gama, vai ser sempre grato à você. Você faz parte dessa história, da nossa história.

O torcedor não precisa, não tem obrigação de ajudar, mas faz isso por amor, por sentir que o clube precisa, precisa do seu torcedor, que vai à São Januário, ao Maracanã, ao Mané Garrincha, à Arena Palmeiras, até todos os cantos do país. Ou do seu torcedor de casa, que também apoia da mesma forma. Somos todos torcedores, somos todos Vasco.

A torcida sempre corresponde, sempre, até mesmo quando o clube não merece.

Fazemos, por amor ao Gigante.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: